Tuesday, August 14, 2007

a história de como o fractal passou a fazer parte da minha vida

O fractal começou a surgir no pensamento quando fumei maconha pela primeira vez. Foi na Praia do Ferrugem, com meus amigos Pavão, Pavãozinho e Bier. Na época todos nós ainda éramos nadadores e eu era definitivamente abstêmico. Álcool nem no Ano Novo. E absolutamente nada mais. Era uma escolha pragmática pelo meu desempenho físico. Mas naquele verão resolvi fumar e acabei encontrando o princípio da lógica fractal que passou a orientar alguns dos meus pensamentos.
Sentado na beira do rio da barrinha eu fumei. Eu tava me sentido muito deslocado e ao mesmo tempo invisível numa roda de gente que incluía o atual DJ Chernobil e vários outros experimentados. Enfim, saí dalí e caminhei por umas 5 quadras que pareceram 5 horas me admirando com a intensidade das sensações que surgia. Especialmente lembro de sentir minhas glândulas salivares jorrando por um sanduiche. Cheguei em casa e me sentei ao acaso observando um tronco de árvore seca. Fiquei uma hora olhando pra casca da árvore e percebi que a casca tinha uma característica estranha e bem interessante que era a seguinte: ao observar ela a um metro de distância e observar ela BEM de perto, ela tinha estruturas muito parecidas. Achei incrível. Daí acabou o efeito e não achei mais tão admirável, mas fiquei pensando sobre o assunto até um dia em que li sobre a teoria do fractal.
Anos depois assisti ao filme Pi do Darren Aronofsky e comecei a pirar em alguns conceitos como: 1- a matémática é a língua da natureza. 2- é possível extrair um padrão matemático de todas as coisas. 3- é possível identificar padrões em praticamente tudo, basta ter distanciamento e proximidade suficientes para observar o todo e o detalhe, assim como se pode observar a casca de árvore a um metro ou bem de perto. 4- a observação atenta pode resultar na leitura do futuro. 5- o avanço nessa disciplina pode levar a esquizofrenia.
Bem, foi assim.

4 comments:

martina said...

certo que leva.
sera que a novela das 8 segue a teoria fractal?

Mauro said...

Sim! seguem a teoria do fractal mirim.

Anonymous said...

Hehe, tu pensou na teoria do fractal e como as todas as coisas ao teu redor ficaram bem mais admiraveis. Eu fiquei rindo que nem uma idiota por qualquer coisa sem parar por 40min, e dai comi um pacote de bono de chocolate inteirinho. hihi.
bjs
Nani

malinoski said...

Pode levar à esquizofrenia ou ao autismo. :)