Friday, August 26, 2005

tão só que dá dó

Um dia nasci macabro
noutro acabei escravo
precisei dizer, contar, gritar
buscarei você que nem sei
te escrevo em dó

guarde você pra mim
enxerga
aquele sorriso é seu
mas ele foi feito pra mim
se quiseres sorrir, sorria
mas outro sorriso

não diga que foi ontem
não suporto o vazio de hoje
que diabos deu em você
menina vazia! de sentimento por mim

No comments: