Tuesday, August 15, 2006

Pensamento socialmente (quase) egoista

Tenho me flagrado com bastante frequência pensando numa comparação que não é nova, mas que parece bem coerente, ou até óbvia. Tem a ver com a posição do Brasil no mundo e com a nossa posicão dentro dos dois. Explicarei com o meu caso, que também se aplica a maioria das pessoas que eu conheço.

Eu sou um brasileiro sortudo e um ser humano geograficamente azarado. Como brasileiro tive a sorte de nascer numa família que teve boas possibilidades de me dar ótimas condições de saúde, segurança, educação, conforto, cultura. Enfim, tive o suficiente pra crescer direitinho, pra ser feliz e ainda gozar de algum bônus. Me sinto um sujeito sortudo nessa ótica. Mas também me sinto um puta dum azarado de ter nascido dentro das fronteiras do Brasil. Os motivos estão na TV diariamente. E são reforçados quando a gente percebe que é renegado no mundo, que não tem o mesmo respeito nas fronteiras, que somos, de certa forma, os pobres que querem forçar a entrada.

Talvez isso seja um pensamento pequeno-burguês (lembrei dos Carbonários :), mas é a minha realidade.

O pensamento se torna relevante quando penso que a coisa pode apertar no Brasil. Quando leio as notícias, principalmente as que tem a ver com justiça e política, sinto que vai ser difícil o Brasil retomar a ORDEM. E nesse caso, se eu não quiser colocar a mão na massa, mudar de profissão e assumir uma postura de liderança, o que me restaria seria sair dessa fronteira e exercer minha profissão noutro lugar.

Ainda me pergunto como.

3 comments:

Anonymous said...

Mas sabe que os gringos acham que Brasil e' so' samba, mulatas e futebol? A imagem do Brasil mudou muito nos ultimos anos, eles parecem se esquecer de todos problemas. Ou quem sabe o media office do governo fez um otimo trabalho ao divulgar as belezas do pais...
Quanto a como se mandar do pais:
1) Cata um passaporte europeu
2) Casa com uma gringa ou gringo, ja que pelo menos na Inglaterra agora casamento gay e' permitido
3) Te enfia num daqueles dodgy barcos ou caminhoes e atravessa a fronteira como imigrante ilegal. Depois de 12 anos no pais tu consegue um passaporte!!!
Beijos
Nani

Luísa A. said...

complicado né? eu me sinto mais azarada do que sortuda.

Tina said...

Pode até ser exotico ser Brasileiro perante olhares gringos, mas os oficiais da imigração não pensam dessa forma. Eu é que sei.
E se existisse qualquer forma relativamente facil (que nao envolvesse casamento gay ou cruzar desertos com cobras) e legal, eu ja teria feito.
:(
azar! azar azar azar!